sábado, 21 de janeiro de 2012

Descaso com os Parangolés - Por Luiz Domingues

Um dos mais duros golpes, senão o maior contra a arte brasileira, deu-se em outubro de 2009, com o incêndio que praticamente dizimou o acervo do artista plástico, Hélio Oiticica. Não entro no mérito se o espaço residencial onde as obras estavam guardadas, era adequado ou não (é claro que não), pelo simples fato desse improviso ser logicamente a atitude desesperada da família de Oiticica para preservar, como foi possível, a sua obra.
Tampouco se a família de Oiticica estava em litígio com os órgãos ligados à Secretaria de Cultura do Rio de Janeiro.
A grande questão foi : por que essa obras estavam amontoadas inadequadamente na residência do irmão de Oiticica, e não alojadas de forma correta, com segurança e condições ambientais necessárias para a sua conservação ?
Para que existe o MEC ?
 
A grosso modo, o absurdo dessa perda irreparável, só pode ser atribuída ao histórico pouco caso que todos (não só as autoridades, mas o povo, também), nutrem pela memória da arte, neste Brasil. É assim que este país almeja entrar no primeiro mundo ?

Não faz muito tempo, museus importantes de São Paulo, do Rio de Janeiro e de cidades históricas de Minas, sofreram roubos de forma infantil, desmascarando a total falta de segurança para abrigar acervos valiosos. Agora, a obra de Hélio Oiticica vira cinzas...
Desse jeito, a medalha de ouro na modalidade "desleixo", está garantida nas Olimpíadas de 2016 ...

Matéria publicada inicialmente no Blog Planet Polêmica, e republicada pelo Site / Blog Orra Meu, ambas em 2011.

6 comentários:

  1. Para que existe o MEC?
    Grosso modo, para "vigiar e punir" aquele tal ENEM.
    Atualmente, é isso.
    Oiticica, creio, adoraria que todos os governantes vestissem os seus Parangolés.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, o MEC falha em muitas questões essenciais do panorama cultural brasileiro. Adorei seu comentário ! Oiticica sorri imaginando os engravatados de Brasília usando seus parangolés !!

      Excluir