quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

A Farra da Copa - Por Luiz Domingues


Exatamente o que esperávamos está acontecendo, ou seja, o Brasil assiste atônito a bagunça generalizada e permeada de suspeitas em torno da organização da próxima Copa do Mundo.
 
Alguém ainda em sã consciência se surpreende com o atraso das obras públicas, as licitações suspeitas, as sabotagens ?
Qual o sentido em construir estádios faraônicos, onde serão disputadas duas ou três partidas e que depois serão alçados à condição de verdadeiros elefantes brancos ? Sim, pois tem praças que terão esses estádios e sequer tem equipes na segunda divisão do campeonato brasileiro.

Se sustentarão posteriormente com shows musicais? Concentrações religiosas? A chegada do Papai Noel de helicóptero na véspera do Natal ? É isso o que as autoridades usam como desculpa para justificar tais gastos ?


Isso sem mencionar as obras estruturais. Apenas em Belo Horizonte há indícios de que algo está em curso para melhorar o transporte público.
 


Prefiro não mencionar a situação dos nossos ridículos aeroportos, pois o stress é objeto diário das reportagens da mídia, com filas imensas, cancelamentos, atrasos, o vergonhoso uso do "overbooking" e gente perdendo a cabeça e querendo ir às vias de fato com os pobres funcionários das horríveis companhias aéreas nacionais.
Agora, o caso mais emblemático parece ser mesmo o de São Paulo. Com um estádio como o Morumbi carecendo apenas de algumas reformas estruturais, qual o sentido de se construir um novo estádio da estaca zero ?
 

Todo o processo de boicote acintoso perpetrado pela Fifa com exigências descabidas, foi uma vergonhosa campanha velada para descartar o estádio do São Paulo Futebol Clube, com óbvios interesses escusos.
 

Como agravante, o governo estadual está anunciando a chegada de uma nova estação de Metrô próxima ao estádio e para breve, o que facilitaria ainda mais a sua viabilidade. 

Trata-se da linha n° 4, onde algumas estações já estão em funcionamento. É a linha mais moderna do Metrô, com tecnologia de primeiríssimo mundo. Portanto, o que justifica essa sabotagem por parte da Fifa e com as bênçãos da CBF?
 

A última bomba em relação ao estádio do Corinthians foi deflagrada pelo prefeito Gilberto Kassab na semana passada (escrito em 2011). 
De forma vergonhosa para a municipalidade, anunciou um pacote milionário de isenção fiscal para facilitar a vida do Corinthians, e da comissão organizadora da Copa.
Dessa forma, os cofres da prefeitura deixarão de arrecadar cerca de 420 milhões de reais em impostos como IPTU e ISS. 

Naturalmente, os cidadãos paulistanos estão "muito contentes" em saber dessa atitude e coisas "fúteis" como escolas, hospitais, iluminação pública, conservação de ruas e avenidas e coleta de lixo, podem ficar em segundo plano para que o Corinthians tenha seu estádio "particular" e a Copa, o seu palco adequado, segundo os rigores técnicos da Fifa...


Em tempo, o São Paulo FC vai reformar seu estádio com financiamento privado e a Sociedade Esportiva Palmeiras, que também está reformando o seu estádio e cuja localização fica entre bairros nobres e servidos por estações de Metrô, conta igualmente com recursos privados.


Esse filme já vimos no Rio de Janeiro por ocasião dos Jogos Panamericanos, e agora não há nenhuma surpresa, não é mesmo?
Matéria publicada inicialmente no Blog Pedro da Veiga, em 2011.

Nenhum comentário:

Postar um comentário